O Formol

Os Perigos do Formol

 

O formol só pode ser usado na fórmula de cosméticos como conservante ou agente endurecedor de unhas e nas quantidades determinadas pela vigilância sanitária.

 

Seu uso como alisante capilar é ilegal e pode causar, em quem aplica ou recebe o tratamento, problemas   de saúde, como queimaduras no couro cabeludo, queda de cabelo e sérios problemas respiratórios.

 

 

 Os riscos que o formol pode causar são:

 

- No contato com a pele – irritação, vermelhidão, dor e queimaduras.

- No contato com os olhos – irritação, vermelhidão, dor, lacrimação e visão embaçada. Altas concentrações causam danos irreversíveis.

- Inalação- dor de garganta, irritação no nariz, tosse, diminuição da frequência respiratória, irritação e sensibilização do trato respiratório.

Também podem ocorrer graves ferimentos nas vias respiratórias, levando ao edema pulmonar, pneumonia e câncer no aparelho respiratório. 

- O formol também pode causar queda dos cabelos.

 

Quando absorvido pelo organismo por inalação e principalmente pela exposição prolongada, apresenta como risco o aparecimento de câncer na boca, narinas, pulmão, sangue e cabeça.

Atenção:

Adicionar formol ou qualquer outra substância a produtos sujeitos à vigilância sanitária é infração sanitária (adulteração ou falsificação) é crime hediondo pela legislação brasileira, de acordo com o art.273 do Código Penal.

- O uso do formol pode ser fatal.

- O risco aumenta à medida em que se aumenta a concentração utilizada e a frequência de uso.

- O formol é considerado cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde.

 

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/portal/anvisa/anvisa/ouvidoria